L O A D I N G
blog banner
Países onde não é permitido tatuar

Países em que não é permitido fazer tatuagens

Apesar de serem cada vez mais comuns nas sociedades ocidentais, as tatuagens continuam a não ser amplamente aceitas. Em algumas partes do mundo, por razões religiosas e culturais, possuir tatuagens pode levar à deportação ou à prisão. Se em alguns países a tatuagem é vista com preconceito, em outros tatuar é completamente ilegal.

Seguem alguns dos países onde a tatuagem não é bem vista: 

Japão: Um dos países com maior preconceito contra pessoas tatuadas. Isto porque a tatuagem continua a ser associada à cultura criminosa, gangues e quadrilhas, como os Yakuza. Por exemplo, hotéis, resorts, piscinas públicas, casas de banho, bares, restaurantes e algumas lojas de varejo proíbem a entrada de clientes com tatuagens visíveis. Além disso, apenas médicos podem tatuar no país 

Coreia do Sul: As tatuagens não são ilegais, mas são mal vistas pela população local. Assim como no Japão, é ilegal fazer tatuagem sem uma licença médica. A profissão tatuador não existe no país, e quem tatuar de forma ilegal é considerado criminoso.

Coreia do Norte: As tatuagens são reguladas pelo seu conteúdo. O Partido Comunista regula o significado e a ideologia das tatuagens coreanas e proíbe tatuagens religiosas. 

Irã: É ilegal tatuar no Irã e as pessoas que violam esta lei podem ser presas e perseguidas. Os visitantes do país devem cobrir suas tatuagens, especialmente se puderem ser consideradas ofensivas às crenças iranianas.

Emirados Árabes Unidos: A Autoridade Geral de Assuntos Islâmicos considera a tatuagem uma forma de lesão pessoal e, por isso, é proibida, a menos que seja feita por médicos licenciados. A política de códigos de vestuário não penaliza os estrangeiros por serem tatuados, mas as tatuagens visíveis geralmente devem ser cobertas em público. 

Turquia: Em 2016 a Diretoria de Assuntos Religiosos da Turquia emitiu uma lei incitando os muçulmanos tatuados a se arrependerem e removerem cirurgicamente as tatuagens. 

Tailândia & Sri Lanka: Ambos os países possuem crenças budistas extremamente fortes. Na Tailândia, em 2011, foi aprovada uma lei que proíbe tatuagens do Buda, por serem consideradas desrespeitosas. O governo tailandês acredita que as tatuagens religiosas são culturalmente inapropriadas e corroem o respeito pelas religiões nativas. O mesmo acontece no Sri Lanka, em 2014 uma turista britânica foi deportada por ter um Buda desenhado no braço.

Dinamarca: Na Dinamarca, desde de 1966, é proibido fazer tatuagens em algumas partes do corpo, como rosto, mãos e pescoço.

Alemanha & França: Esses países possuem leis específicas que proíbem a exibição de tatuagens simbolizando ou glorificando a cultura nazista. 

A aceitação da tatuagem depende muito da cultura, da religião e das tradições de cada país. É necessário respeitar essas diferenças culturas. No entanto, não podemos deixar de referir que a proibição e ilegalidade da tatuagem não só afeta os profissionais da área como também fomenta estigmas e dificulta a integração de pessoas tatuadas.

É necessário mudar mentalidades e fixar que tatuagem é arte, uma das mais antigas presentes no mundo. A Arttu visa precisamente estabelecer a tatuagem como arte! 

Gostou deste artigo? Tem interesse em saber mais sobre temas relacionados? Escreve nos comentários! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *